segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Prazo está vencendo, Neto não marca assembleia para prestar contas e se mantém em silêncio

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Tangará da Serra (Sserp), José Antonio Garcia Neto, ainda não convocou a Assembleia Geral Extraordinária para prestar contas financeiras dos últimos sete anos da entidade. O prazo dado pelos servidores públicos em abaixo-assinado para que ele faça a convocação da assembleia e apresente documentos que comprovem onde foram gastos os recursos do Sserp está terminando, mas Neto prefere manter-se em silêncio.

Falei com alguns servidores ligados a um movimento que exige explicações de Neto e eles me contaram que até o momento ele ainda não fez a convocação. Se não fizer até o dia 03, os próprios servidores convocarão a Assembleia e deverão até pedir a saída de Neto da presidência da entidade que tem um orçamento anual de aproximadamente 400 mil reais.

“Pelo Estatuto do Sindicato temos que aguardar os 15 dias pra que ele se manifeste, mesmo sabendo dele que não irá marcar a data da assembleia porque não conseguirá reunir as documentações necessárias para prestar contas”, me contou o servidor Márcio Lopes, que lidera o movimento.

“A partir do dia 04, sexta-feira, nos reuniremos e iremos marcar a data da assembleia, que deverá ser 12 ou dia 19, num sábado”, relatou Márcio.

Hoje pela manhã fiquei surpreso quando nos corredores da Prefeitura ouvi um servidor comentando que há uma tentativa de desestabilizar o grupo que se opõe a Neto divulgando que se trata de um movimento de cunho político apoiado pelo prefeito Fábio Junqueira (PMDB).

Pode isso?

Bem, posso afirmar com certeza que não há relação alguma do prefeito no movimento e que a intenção de quem divulga isso é apenas uma: fazer com que os sindicalizados desistam de participar da assembleia e assim evitar o quórum e a tomada de decisões.


Acima de tudo isso está muito mais que fatores políticos, está a necessidade legal de explicar onde foram aplicados os recursos do Sindicato ao longo dos últimos 7 anos, dinheiro do servidor, descontado mensalmente de sua folha de pagamento.

Depois de Reck se reunir com Fávaro, Saturnino leva o filho Vander para encontro com Taques

Vander, Taques e Saturnino
Vendo que o filho Vander (PSDB) tem perdido certo espaço dentro do próprio grupo com a ascensão de Reck Júnior (PSD), o deputado estadual Saturnino Masson (PSDB), apesar de licenciado da AL, levou seu substituto político para um encontro com o governador Pedro Taques (PSDB) na semana passada.

O familiocrata, que já foi prefeito de Tangará da Serra por duas vezes, deputado federal e agora deputado estadual viu Reck crescendo no G-14 e tratou de articular uma reunião em Cuiabá para mostrar ao governador que o filho está à disposição para a eleição deste ano.

Reck, que segundo o deputado Wagner Ramos (PR) é o queridinho do grupão, tem participado de reuniões com políticos de força nas últimas semanas, inclusive com o expressivo vice-governador Carlos Fávaro (PSD).

Tanto Reck quanto Vander, presidente da Acits, aproveitam, cada um a seu modo, da imagem dos dois deputados, para se lançarem na mídia e aparecerem na foto ao lado deles - motivo para evidenciá-los. Essa corrida interna pode mudar o jogo e o reserva pode virar titular do time.

De duas uma: ou os dois querem mostrar que tem o apoio de governador e vice ou pintou um ciumezinho aí.

Na pauta de Vander e do pai deputado as mesmas demandas: verbas para a saúde regional e pavimentação e melhorias de rodovias como a MT-339 (que liga Tangará a Lambari d'Oeste), da MT-240 (entre a Serra Tapirapuã e Santo Afonso) e da MT-358 (no Chapadão do Rio Verde). Problemas antigos que já renderam muitos votos, mas que permanecem ainda sem solução.

Vander também aproveitou para relembrar o governador de algumas pautas do setor comercial. Ao contrário de Fávaro, que, apesar de poucas, deu garantias a Reck e Ramos, o governador se limitou a dizer que o Estado enfrenta dificuldades financeiras e que todos os pedidos feitos serão encaminhados às respectivas secretarias para análise.

Sinceramente, acho que desse mato não sai coelho.

Campo Novo do Parecis: novas fotos e velhos conhecidos

Imagem que diz muita coisa
Em Campo Novo do Parecis também já se estreitam as articulações para as Eleições 2016. Essa semana rodou nas redes sociais a foto do candidato derrotado nas eleições passadas no município Sebastião Carlos Pim. Ele, que como empresário enfrenta uma sequência de desventuras, agora tenta a qualquer custo viabilizar sua candidatura, acreditando ter mais sorte como político do que como comerciante.

Para isso, Pim está comungando com um velho conhecido da política camponovense, Gilmar Luis Tessaro, o qual já foi vice-prefeito em Campo Novo pelo PT na época em que Jesur José Cassol foi prefeito. Tessaro ficou bem conhecido na época por ficar dois anos sem ir à prefeitura e mesmo assim receber seu gordo salário de vice-prefeito. Proprietário de uma produtora de vídeo que toca a Rede TV, Tessaro aparece na cidade como dono do canal, que de fato pertence a Ômega de São Paulo.

Bem, mas neste entrevero fica no ar a dúvida: Pim e Tessaro se unirão rumo às eleições?

Além de Pim e do ex-petista, aparecem na foto o prefeito de Cuiabá Mauro Mendes e o deputado Oscar Bezerra. Contudo, o que mais me causou estranheza na foto que circula no Facebook, foi ver o conceituado vereador Milton Soares ao lado de Pim e Tessaro...que parece ter sua imagem sendo usada pelos outros dois políticos.

Encerro esse texto com palavras de Friedrich Nietzsche, que dizia: “Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos.”

Neste caso, quem é o instrumento e quem é o inimigo? A resposta me parece óbvia.

G-14: Grupão de 14 partidos se articula para lançar duas chapas e eleger até 10 vereadores

Na semana passada eu falei aqui neste espaço que o G-14, grupão formado por 14 partidos alinhados com a intenção de disputar a Eleição deste ano, tem dois nomes fortes para a corrida pela Prefeitura: Reck Jr. (PSD) e Vander Masson (PSDB).

Na sexta-feira fui procurado por um membro desse grupo que me contou que há uma forte articulação e estes 14 partidos almejam lançar, além de candidato a prefeito e vice, duas chapas para concorrerem a Câmara Municipal. A ideia é fazer entre 8 e 10 vereadores.


O grupão tem, além de PSDB e PSD, partidos como PTB, PDT, PV, PR e PSB.

Com filiação de Niltinho do Lanche, PMDB passa a contar com 4 vereadores na Câmara


O vereador Niltinho do Lanche, um dos principais aliados do prefeito Fábio Junqueira na Câmara Municipal oficializou aquilo que já havia sido adiantado pelo blog ao assinar sua filiação ao PMDB, partido que além do prefeito tem em Tangará da Serra atualmente outros três vereadores: Azenate Carvalho, Maurizan Godoi e Zedeca.

Niltinho do Lanche é principal defensor, ao lado de Rogério Silva e Wellington Bezerra, ambos do PMB, da gestão de Junqueira na Câmara Municipal. Dono de discurso aquecido, o frenético vereador não tem papas na língua, diz o que pensa e do jeito que o povo consegue entender.

Niltinho, depois de receber 762 votos foi o décimo vereador mais votado nas eleições de 2012. Desde que assumiu na Câmara iniciou sua defesa a gestão Junqueira e jamais abandonou o barco. Ele foi eleito pelo PRB e migrou para o recém criado PROS, ao lado de Rogério e Sebastian, no ano seguinte.

Agora, ao lado do PMB, o PMDB passa a contar com a maior bancada na Câmara.

PMDB: Azenate, Maurizan, Zedeca, Niltinho.
PMB: Bezerra, Dona Neide, Rogério e Romer Japonês.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Hospital deverá ser concluído e entregue no aniversário de 40 anos de Tangará da Serra

Prefeito Fábio, acompanhado da primeira-dama e vereadores
durante visita às obras de hospital
O prefeito de Tangará da Serra, Fábio Junqueira (PMDB), chamou a imprensa, vereadores, secretários, servidores e outras pessoas da sociedade para conferirem como está o andamento da principal obra de sua gestão: a ampliação e reforma do Hospital Municipal (antiga Santa Casa).

A obra, já em fase de acabamento, tem aproximadamente 8 mil metros quadrados de área construída e deverá se transformar em um grande complexo hospitalar com UTIs, Centro Cirúrgico, UPA e leitos de internamento.

A previsão, segundo o prefeito é concluir a obra no final de abril e entregá-la à população no início de maio, o que deverá coincidir com o aniversário de 40 anos de emancipação político-administrativa de Tangará da Serra.

Seria um presentão e tanto para Tangará da Serra.

Vale lembrar que a obra, por enquanto consumiu aproximadamente 5 milhões de reais, sendo quase a totalidade dos recursos do próprio Município. O Estado, apesar de promessas de emendas milionárias, investiu apenas 40 mil reais.

Depois de concluído e equipado, a previsão, ainda segundo o prefeito, é que a obra do Hospital Municipal consuma aproximadamente 10 milhões de reais.

Deputada se diz envergonhada com tangaraense que adiou votação de PL que evita aumento do ICMS de comerciantes

Janaína Riva - Deputada Est
A deputada estadual Janaína Riva (sem partido) disse ao site Folha Max que se sentiu envergonhada com o colega de Parlamento Wagner Ramos (PR) depois que o deputado pediu vistas de um projeto de autoria dela que pedia a suspensão dos efeitos do temido Decreto 380 do governador Pedro Taques (PSDB). Tal decreto, considerado pelo setor empresarial de MT a maior hérnia tributária dos últimos anos, acresce em mais de 100% o ICMS de pequenos e médios comerciantes. 

“Achei um papelão do deputado Wagner Ramos”, disse.

Alegando que Ramos pediu vistas a pedido do próprio governador, Janaína disse que houve conluio em troca de força política. “Ninguém mais aceita conchavos e acordos”, falou. Dezenas de empresários e representantes de associações comerciais e empresariais do interior se deslocaram a Cuiabá para acompanhar a votação, mas saíram da AL frustrados.


Após repercutir negativamente, o tal Decreto de Taques foi adiado temporariamente, mas poderá passar a valer a partir de julho deste ano. Ontem, a classe empresarial se reuniu com o Chefe da Casa Civil Paulo Taques e conseguiu o adiamento.

O Decreto 380 aumenta, por exemplo, a cobrança de ICMS do Simples Nacional em 113%. Lembrando que isso atingiria cerca de 80% dos comerciantes do Estado. Isso não ficou muito bem para o deputado Wagner Ramos perante a classe empresarial, principalmente os pequenos.

Projeto de suplente de Saturnino na AL é alvo de chacota nas redes sociais

Jajah Neves, que está no lugar de Saturnino
Fiquei besta com um projeto do deputado estadual em exercício Jajah Neves (PDT), suplente do tangaraense Saturnino Masson (PSDB), que está licenciado da AL até maio.

O projeto de lei obriga casas noturnas, bares e similares a disponibilizarem bebedouros de água gratuita para os frequentadores da madrugada, isto é, a galera que vai encher a cara na balada, no entendimento de Jajah, tem que ter direito a água potável “na faixa”.

Nas redes sociais o projeto foi satirizado. “Além de ser um dos mais importantes projetos da história da AL, gostaria que fosse acrescentado um bebedouro com água com gás, #euprefiro.”, disse o advogado cuiabano Eduardo Mahon. Outro internauta postou que Jajah "deve saber bem como bate aquela sede depois de uns gorós. "O projeto sem futuro, o povo precisando de ajuda em saúde, educação, o mulambo pensando em boate", falou outro internauta.

Jajah ganhou até garrafinha personalizada 


Este foi o primeiro projeto apresentado por Jajah Neves, que pretende concorrer a prefeitura de Várzea Grande em 2016.

Cada projeto e cada deputado que vou te contar. De duas uma: ou tá faltando pauta ou o deputado deve curtir uma baladinha e quer água no 0800. #VoltaSaturnino

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Eleições 2016: Segundo deputado, entre Reck e Vander grupo prefere o primeiro

Quem assistiu a entrevista de Wagner Ramos (PR) ao RD News percebeu que o presidente do Sindicato Rural Reck Júnior (PSD) é o mais queridinho do “grupão” de 14 partidos que se alinha para disputar a eleição deste ano.

O deputado, em outras palavras, disse que Reck Jr. é o preferido do G-14. Fato que tira da jogada o filho de Saturnino, o presidente da Acits, Vander Masson, que já é pré-candidato desde que o pai foi derrotado em 2012. A declaração de Ramos deixa claro que o “Masson Filho” não agrada muito aos aliados, Reck sim, ainda mais agora que irá trazer Ivete Sangalo e Luan Santana para a Exposerra.

Só os tolos ainda não viram que há uma tentativa de minar Vander Masson (PSDB) no processo de escolha do pré-candidato a prefeito do G-14 em 2016.

Quatro provas: a 1ª, Masson, a pedido de Taques, é licenciado da AL; 2ª, Reck Jr. (PSD) é chamado para uma reunião com o vice-governador Carlos Fávaro (PSD), acompanhado de Wagner Ramos; 3ª, o próprio Ramos vai a imprensa e diz que o G-14 prefere o Reck; 4ª, o Luan Santana é convocado para a Exposerra. 

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Mesmo com mais eleitores e dois deputados, Tangará continua perdendo para Cáceres

Deputados de Tangará posam para foto em frente a Caixa
Muito plausível a iniciativa do vereador Sebastian Ramos ao indicar à chefia da Caixa Econômica Federal a necessidade de instalar mais uma agência bancária aqui em Tangará da Serra. Segundo ele, a única agência existente na cidade hoje não atende mais a demanda de usuários de Tangará e da região, o espaço se tornou minúsculo e o número de caixas eletrônicos é pequeno e muitos nem funcionam. 

A indicação do vereador me leva a uma constatação: Tangará continua perdendo para Cáceres.

Impressiona-me o fato de Tangará ter dois deputados, Wagner Ramos (PR) e Saturnino Masson (PSDB), ser mais populosa (automaticamente tem mais eleitores) e economicamente mais ativa que Cáceres e não conseguir ganhar uma `disputa` com a cidade pantaneira, que conta com duas agências desde fevereiro de 2015. 

Só para se ter uma ideia, Tangará da Serra soma, segundo o IBGE, um PIB de 1 bilhão e 304 milhões e 639 mil reais, o nono de Mato Grosso e uma população estimada de 103 mil habitantes, enquanto Cáceres tem PIB de 820 milhões e 206 mil reais e uma população de 90 mil e 106 habitantes.

Pra completar, a cidade pantaneira tem apenas um deputado, elegeu Dr. Leonardo depois de muitos anos sem representante. Tangará tem representante há uma década ininterruptamente. 

Aí eu pergunto, cadê os nossos deputados estaduais? Estão dormindo?

Ao RD News, deputado critica grupo de Junqueira e declara apoio a pré-candidatura de Reck Jr.

“Vamos lançar ou apoiar um novo candidato”, disse Ramos
Em entrevista a um dos principais sites de noticias da capital, o RD News, o deputado Wagner Ramos (PR) deixou bem claro que não apoiará de jeito nenhum uma possível candidatura à reeleição do atual prefeito de Tangara da Serra, Fabio Junqueira (PMDB). “Vamos lançar ou apoiar um novo candidato”, disse, negando ser ele o nome da disputa. “Não tenho a intenção, mas não está fora de cogitação. O futuro a Deus pertence”. 


Wagner disse que há um grupão de 13 ou 14 partidos alinhados entorno de dois nomes: Reck Jr. (presidente do Sindicato Rural) e Vander Masson (presidente da Acits e filho do deputado, colega de Parlamento de Ramos, Saturnino Masson (PSDB)). 

O queridinho, segundo palavras do próprio deputado, é Reck Jr.. “Hoje, a maioria do grupo prefere o Reck por se tratar de mudança, renovação e ideias novas”, declarou Ramos a jornalista Ana Maria Ferreira.

Ao afirmar que não foi para o PMDB e que não apoia Fábio ‘nem que a vaca tussa’, Ramos explicou que não é por causa do prefeito tangaraense e sim ao grupo que o cerca. “O Fábio é sensato, busca o melhor pra Tangará, o problema é o grupo que está com ele, na administração, pessoas com política no sangue e que não desceram do palanque”, disse o deputado, afirmando que já tentou ajudar Fábio, mas o grupo do prefeito o está difamando. “Vivem plantando notícias maldosas ao meu respeito”, disse.


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Fonte revela que Perícia investiga se incêndio em almoxarifado da Prefeitura foi criminoso

Imagem que circula no WhatsApp
Corre nos grupos do WhatsApp e nos bastidores a informação de que o incêndio que atingiu o almoxarifado da Prefeitura Municipal de Tangará da Serra na noite de quarta-feira 17, foi criminoso. Conversei a pouco com algumas pessoas que me confirmaram essa suspeita. 

Uma fonte me revelou, inclusive, que a perícia trabalha com duas linhas de investigação e uma delas é bem contundente e leva a crer que o fogo foi provocado. Outra fonte me afirmou que o prefeito Fábio Junqueira (PMDB) ficou estarrecido ao saber dessa possibilidade.

Daí vem uma pergunta: mas por que motivo alguém colocaria fogo no almoxarifado da Prefeitura? Simples, o setor incendiado é justamente o de medicamentos. A população já anda ‘P’ da vida com a falta de remédios nas unidades de saúde e queimar o pouco que tinha em estoque provoca mal-estar tremendo para a administração. Muita gente tem a ganhar com isso, não é mesmo? 

Essa é apenas uma hipótese, não uma constatação. Vamos aguardar o resultado da perícia.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Servidores dão prazo para Neto prestar contas dos últimos 7 anos do Sindicato

Mais de 230 servidores públicos de Tangará da Serra fizeram um abaixo-assinado e protocolaram nesta manhã na forma de requerimento junto ao presidente do Sindicato dos Servidores (Sserp), Antonio Garcia Neto, dando um prazo de 15 dias para que ele convoque uma assembleia extraordinária e apresente prestação de contas dos últimos 7 anos, período em que esteve a frente da diretoria do Sindicato.

O servidor Márcio Lopes esteve na sede do Sindicato, na Rua 26 e protocolou o documento. "Precisávamos de 155 assinaturas, conseguimos 230. Desde 2009 que o Neto não presta contas e este requerimento é para que ele dê explicações aos servidores", relatou.

Segundo Márcio, este foi o único meio encontrado para tentar forçar Neto a prestar contas. "Não dá para saber ao certo qual a arrecadação do Sindicato porque não é feita a prestação de contas, mas gira entre 300 e 400 mil reais por ano", contou. Somados os 7 anos o valor se aproxima de 2 milhões de reais arrecadados pelo Sindicato.

Márcio contou ainda que se Neto não convocar uma assembleia nos próximos 15 dias, os servidores farão a convocação e deverão pedir o afastamento do presidente do cargo.

Tentei falar com Neto, mas ele se negou a dar esclarecimentos.

Não se faz uma omelete sem quebrar os ovos, não é mesmo?

Depois de contratar uma das maiores estrelas da nossa música, a baiana Ivete Sangalo, o presidente do Sindicato Rural de Tangará da Serra, Vanderlei Reck Júnior, anunciou que a Exposerra terá um show nacional gospel. Já foi até escolhido o cantor, através de uma enquete na internet: Fernandinho. 

Boa escolha por sinal, afinal de contas o intérprete é de qualidade e atrairá uma multidão de fãs a Parque de Exposição. Eu gosto das canções dele e vou!

Reck disse que a intenção ao trazer um cantor gospel é unicamente para atender a todos os públicos. Para né. Vejo isso como uma estratégia para chegar ‘bem na foto’ na eleição. E tá certo ele. Não se faz uma omelete sem quebrar os ovos. Reck vislumbra uma candidatura a prefeito e agradar a todos é essencial. Vai que cola!

Mudança na telinha: Marlenne Maria deverá deixar o comando de programa do SBT

À frente do Bem no Almoço da Bem TV, o SBT de Tangará da Serra, por mais de um ano, a conceituadíssima comunicadora Marlene Maria deverá deixar o comando do programa. Ela goza de férias e ao retornar não deverá retornar para o posto hoje ocupado pela talentosa atriz Késsia Gelina.

A informação ainda não é oficial, mas partiu de fonte segura ligada aos administradores da Bem TV. A notícia da demissão foi repassada à Marlene ainda no final da semana passada, mas a oficialização ainda não ocorreu formalmente.

Trabalhei com Marlene Maria por um período no SBT e sei de seu talento, competência e credibilidade com a sociedade tangaraense, afinal de contas está há mais de duas décadas prestando seus serviços à Tangará da Serra.

Na Câmara, gestor da Saúde é chamado de "o secretário que ninguém vê"

Quatro vereadores criticaram a gestão do secretário de Saúde Itamar Martins Bonfim na sessão desta terça-feira: Professor Vagner (PSDB), Fabão (também do PSDB), Romer (PMB) e Luiz Henrique (PSB). 

Luiz chegou a, em outras palavras, insinuar que Itamar caiu de paraquedas por aqui com a promessa de ser “o salvador da pátria” e, no seu entendimento, pouco tem feito. “Cadê o secretário que ninguém vê?”, questionou, afirmando que na saúde falta tudo, remédios básicos, médicos e até esparadrapos em unidades de saúde. 

Ao falar de programa de sua autoria, o Remédio em Casa, que apesar de aprovado não vem sendo cumprido pelo Município, Luiz sugeriu que Itamar volte para Diamantino. "Em Diamantino, de onde o secretário veio, existe um programa que leva remédios em casa a população, lá dá para fazer o projeto acontecer, aqui não?", ponderou o vereador.

 Ele ainda pediu ao presidente da Câmara que convide o secretário a dar explicações aos vereadores. 

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Deu no Blog do Antero: Michel Temer cancela vinda a Cuiabá e o motivo seria a filiação de Janaina Riva

Fonte: Blog do Antero

O vice-presidente da República, Michel Temer, cancelou a visita que faria a Cuiabá na próxima sexta-feira, 19. O motivo, segundo assessores ligados ao líder nacional do partido, seria o ato de filiação de Janaína Riva (Sem Partido) à sigla e a situação do PMDB no Estado.

Um relatório com todos os fatos envolvendo o partido no Estado teria sido repassado a Temer, presidente nacional da sigla. Entre os atos apontados estão a prisão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e a situação que o Estado ficou após os 5 anos da gestão do PMDB, com escândalos de corrupção, cobrança de propina, desvio de recursos públicos e obras com qualidade duvidosa.

Além disso, a prisão do ex-deputado estadual José Riva, pai da deputada Janaína Riva, teria desagradado o peemedebista, que prefere se manter longe de escândalos, já que o partido em nível nacional já coleciona problemas com a operação "Lava Jato".

Uma fonte disse ao Blog que amanhã será comunicado oficialmente o cancelamento da viagem.


O ato de filiação de Janaína ao partido deverá ser mantido, contudo, sem a presença de Temer, que prefere não abonar a ficha da filha de Riva. O que tudo indica é que o próprio Blairo Maggi (PR), que iria se filiar, também não deverá participar do ato, mas a informação não foi confirmada.

Assessor de deputado diz que os 14 vereadores estão dormindo e parlamentares reagem

Imagem que gerou polêmica na internet
Um assunto dominou as discussões na Câmara Municipal ontem: a conduta de um assessor do deputado Saturnino Masson (PSDB). Ele teria usado redes sociais e aplicativos para dizer que todos os vereadores de Tangará da Serra estão dormindo. “Faça silêncio! Temos 14 vereadores dormindo! Nas eleições eles acordam!”, diz a mensagem que circula pela web. 

O primeiro a ripar o assessor de Masson, tanto no WhatsApp como na tribuna, foi Niltinho do Lanche (PROS). “Acho que os dois deputados é que estão dormindo. Só acordam quando começam a bater as rodas dos carros nos buracos entre Tangará da Serra e Cuiabá”, disse Niltinho.

Os demais vereadores, quase que de forma unânime, rebateram a declaração do assessor de Saturnino. Bezerra considerou uma afronta, um desrespeito à Câmara e disse: “se fosse meu assessor estava demitido”. E completou: "tem assessor aí que fica a semana inteira em Tangará, esse sim tá dormindo".

Luiz Henrique disse que não iria comentar o caso para não dar IBOPE ao tal assessor. Ateve-se apenas a recomendar que Saturnino tome providência. Romer também pediu atitude de Masson contra o assessor, inclusive que o demita da assessoria.

Só lembrando que Saturnino é do PSDB, partido que tem 2 vereadores: Vagner e Fabão. Ambos, segundo o assessor, também estão dormindo. Eles se abreviaram a dizer que esse tipo de declaração não os atinge e que isso não pode lesar a imagem do deputado. Vagner disse que é atacado sempre por pessoas fazendo cobranças por responsabilidades que não são dele e sim de quem executa. 

Creio que o deputado Saturnino Masson sabe bem o que tem que fazer para manter a boa relação com o Parlamento Tangaraense.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Saúde: “Moradores devem ser atendidos nos bairros”, defende Rogério Silva

Após contribuir pela aprovação de um projeto de lei que destinou mais de um milhão de reais para o setor, o vereador Rogério Silva (PMB) defendeu mais investimentos nas unidades básicas de saúde para que os moradores recebam atendimento nos bairros onde residem. 

“É preciso investir nas unidades básicas, para que as pessoas sejam atendidas nos bairros. Isso vai tornar o atendimento mais ágil, dar mais qualidade de vida aos moradores e desafogar o hospital municipal”, explicou.

O verador lembrou que a iniciativa da Prefeitura atende a proposta defendida por ele desde 2013, quando através da indicação 1.556/13 solicitou investimentos na reforma e ampliação em Unidades de Saúde da Família como a da Vila Goiás.

Na ocasião, o vereador defendeu a importância da USF para os moradores dos bairros Jardim Mané Garrincha, Acapulco, Paris, Aeroporto e até mesmo de comunidades rurais como São José, que não possuem cobertura, serão beneficiados com investimentos na unidade de saúde da Vila Goiás.
  

Para os investimentos o Executivo propôs redução orçamentária na previsão de pagamento de sentenças judiciais – que foram parcialmente quitadas em 2015 – e na previsão de recursos para repasses ao Consórcio Intermunicipal de Saúde, uma vez que o contrato que o Tangará mantinha foi rescindido.

DADOS: Vale lembra que nos últimos anos Tangará saltou de 32% para 79% da população atendida com a Atenção Básica, que consiste, principalmente, na disponibilização de equipes de saúde da família nos bairros.

Testemunha em processo de José Riva, Wagner Ramos ficará cara a cara com juíza

O site Folha Max da capital destacou este fim de semana que o deputado estadual Wagner Ramos (PR), será ouvido pela Justiça nesta quarta-feira, 17, pois foi incluído pela defesa de José Riva (sem partido) como testemunhas do ex-presidente da Assembleia Legislativa na “Operação Imperador”, que investiga Riva e outras 16 pessoas pelo desvio de R$ 62 milhões por meio de compras de materiais para escritório e de papelaria. 

Além de Ramos, outro deputado que irá depor é Pedro satélite (PSD). Ambos foram arrolados pela defesa do ex-deputado José Riva, preso desde o dia 13 de outubro em Cuiabá.

Ramos já foi ouvido como testemunha de um ex-servidor da AL. Na ocasião, o deputado tangaraense disse que sob a presidência de Riva não faltava materiais básicos, como papeis para a confecção de ofícios, hoje falta, o que prejudica a atividade parlamentar, principalmente no interior do Estado. Entendi bem ou o Ramos disse que preferia a Era Riva!?

TJ arquiva investigação contra Junqueira por recebimento de salários


Adicionar legenda

Fonte: Alexandre Aprá/Isso É Notícia

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Paulo da Cunha, arquivou um procedimento investigatório contra o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Junqueira (PMDB), que fora acusado de fazer pagamentos irregulares do próprio salário enquanto esteve afastado do comando do Executivo municipal.

A investigação atendeu ao ofício de uma moradora da cidade chamada Imerilde Marques Silva.

Nas alegações da denunciante, Fábio procedeu o pagamento de R$ 112 mil pagos retroativamente referente ao período em que esteve afastado do comando da cidade, após decisão da Câmara Municipal, que acatou uma ordem da Justiça.

Fábio havia sido condenado em ação civil pública. Ele foi secretário do ex-prefeito Jaime Muraro (DEM), que também acabou sendo cassado pelo Legislativo municipal, no passado.

O pedido de arquivamento da investigação atende a um pedido do promotor Antônio Sérgio Piedade, do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), do Ministério Público Estadual de Mato Grosso.

Em seu pedido, Piedade argumentou que o prefeito não cometeu crime ao receber os pagamentos porque “analisando a narrativa do representante, constata-se que o Alcaide do município recebeu a quantia de R$112.903,44 (cento e doze mil, novecentos e três reais e quarenta e quatro centavos) do erário municipal, em virtude de ter obtido ordem judicial que concedeu antecipaçãode tutela, emanada dos autos da Ação Rescisória n. 152039/2014-TJMT”.

A decisão do TJMT é do dia 10 de fevereiro, mas, só foi publicada no Diário da Justiça nesta segunda-feira (15).

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Pré-candidato: Articulador diz que Bezerra tem que olhar primeiro para dentro de seu partido

Vereador Bezerra (PMB)
Bem articulado em vários meios, o Vereador Wellington Bezerra (PMB) já não esconde a vontade de ser candidato a prefeito ou a vice. Se aproxima especialmente dos aliados de Fábio Junqueira (PMDB) em busca de apoio para uma possível chapa majoritária com o atual chefe do Executivo. 

Defende a gestão de Fábio de unhas e dentes. Defesa que lhe rendeu, inclusive, atritos com membros de seu antigo partido, o PR de Wagner Ramos. "Tem gente que já ta até irritado com tanta bajulação", me revelou um articulador da política tangaraense.

Vereador Rogério (PMB)
O mesmo articulador político me expôs ontem que Bezerra tem que olhar dentro de seu partido primeiro antes de querer ser candidato a prefeito ou a vice: “No PMB tem o Rogério Silva, suplente de deputado federal que recebeu mais de 16 mil votos em 2014”. 

Segundo a fonte, Rogério tem força dentro e fora do PMB, é líder do prefeito na Câmara e menino prodígio de Valtenir Pereira que até articula para que Rogério assuma no Congresso por 4 meses.

Familiocracia: Licença de Saturnino da AL prejudica planos de lançar do filho Vander e do irmão Cristóvão

Vander (filho), Saturnino (pai/irmão), Cristóvão (irmão)
O governador Pedro Taques (PSDB) parece ter atropelado os planos do deputado estadual Saturnino Masson (PSDB) de manter a família no poder na região de Tangará da Serra. Foi de Taques a ideia de fazer um rodízio na AL que obrigou Masson a se licenciar até o final de maio. A estratégia beneficia aliados de Taques na baixada cuiabana, mas por aqui prejudica aliados de Masson.

Beneficiando o suplente Jajah Neves (PDT), que pretende se candidatar a prefeito de Várzea Grande em 2016, Saturnino Masson prejudica seu irmão Cristóvão Masson, prefeito de Nova Olímpia, que deverá buscar a reeleição e seu filho Vander Masson, presidente da Acits e aposta do PSDB para concorrer a Prefeitura de Tangará nesta eleição.

Em Nova Olímpia, Cristóvão parece meio perdido e sem o apoio parlamentar do irmão deverá ficar cada vez mais em ‘maus lençóis’. Por aqui, Vander anda um tanto quanto sumido e depende da imagem do pai deputado para alavancar sua pré-campanha.

São mais de quatro meses de licença, são 121 dias que podem custar caro para quem tem pretensões de fazer imagem e chegar bem visto no dia 1º de outubro.

De olho nas Eleições de outubro, Chico Clemente 'atira para todos os lados'

Recém saído da gestão de Fábio Junqueira (PMDB), o engenheiro Chico Clemente se achega a vários grupos políticos e já é cortejado por meio mundo de gente. 

Cogitado inicialmente para ser candidato a vice de Fábio, o ex-secretário de Infraestrutura (por três anos e um mês) agora se aproxima de outros partidos como o PSD de Vanderlei Reck Júnior (presidente do Sindicato Rural) e do PT do vereador Weliton Duarte (Coquinho) e do diretor do IFMT Gilcélio Peres.

Chico chega de mansinho, come quieto e aos poucos vai se firmando como um dos principais nomes do meio político tangaraense. Pra onde o Chico vai ainda é uma grande incógnita.



quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Gilcélio Peres desponta como nome do PT para as eleições 2016

Zé Pequeno já avisou que não pretende disputar eleição este ano e outro nome desponta no PT Tangaraense, o do professor Gilcélio Peres. 

Um membro do próprio PT me contou que diante da inércia do Vereador Coquinho que apesar do mandato que exerce não se mobiliza, o diretor do IFMT de Tangará da Serra, que já experimentou o Legislativo, é o principal nome entre os petistas para uma possível candidatura a prefeito ou vice. 

Gilcélio não pretende concorrer à Câmara novamente, até sinaliza a possibilidade de nem ocupar a vaga no Legislativo pelos últimos 9 meses de 2016 no lugar do vereador Zedeca (PMDB), mas o petista não nega certo anseio em disputar a Prefeitura. 

Duas das possíveis composições de Gilcélio numa ainda improvável candidatura à majoritária, seriam com o ex-secretário de Infraestrutura Chico Clemente ou com Fábio Junqueira, com quem tem ótima relação e afinidade de ideias. 

No meu ponto de vista, levando em conta a austeridade e a bom relacionamento, Gilcélio caberia como uma luva numa parceria com o atual prefeito. Meu ponto de vista!

Eleita segunda secretária, Dona Neide completa Mesa Diretora da Câmara


Confirmando o que já havia sido adiantado anteriormente pelo blog, a vereadora Dona Neide (PMB), após receber 9 votos, foi eleita Segunda Secretária da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Tangará da Serra, última composição desta legislatura. A eleição, conforme manda o Regulamento Interno, ocorreu nesta tarde, na segunda sessão ordinária do ano.

Apenas Dona Neide concorreu ao cargo vago.

Houve a necessidade da eleição em função da renúncia do Vereador Fabão (PSDB), eleito Primeiro Secretário. Com a abdicação de Fabão, Bezerra assumiu a Primeira Secretaria ficando a Segunda vaga.

Com a eleição de Dona Neide a Mesa Diretora ficou assim composta:
- Presidente: Sílvio Sommavilla (PV);
- Vice-presidente: Vagner Constantino (PSDB);
- 1º Secretário: Wellington Bezerra (PMB);
- 2º Secretária: Dona Neide (PMB).

Selton Vieira: Novo secretário de Infraestrutura é apresentado à equipe de servidores da Sinfra

Selton Vieira - Novo secretário da Sinfra
Foi apresentado na tarde de ontem aos
servidores da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra) o novo secretário que comandará a pasta pelos últimos meses de gestão do prefeito Fábio Junqueira (PMDB). Selton Vieira, administrador de empresas e ex-presidente do Rotary Tangará da Serra.

Selton, que presidiu o Rotary entre 2011 e 2012 assume o cargo após a saída de Chico Clemente.

Ele será anunciado oficialmente como secretário nesta quinta-feira, mas na Quarta de Cinzas já participou de reunião com alguns membros da Secretaria e com o prefeito Fábio.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Em manutenção: Mais notícias no Blog do Rolim em breve!

Atenção amigos! O Blog passará por uma série de  adequações nos próximos dias e por isso não será atualizado. Estarei volta com mais novidades, notícias quentinhas e atualizações diárias mostrando os bastidores do poder em Tangará da Serra e região.

Aguarde...

Exclusivo: prefeito diz que é artimanha política tentar ligar gestão a caso de maus-tratos de animais

Falei com exclusividade com o prefeito Fábio Junqueira (PMDB) sobre o caso dos animais de seu assessor de Comunicação Diego Soares apreendidos pela SEMA com suspeita de maus-tratos. Ele me disse que sabia que Diego cria aves de diversas espécies e de pequeno porte, mas que não há nenhum envolvimento com a gestão e não sabia de maus-tratos ou rinha de galo. “Se for julgado culpado logicamente deverá responder por seus atos”, disse.

Sobre a tentativa de certo site de notícias de envolver Fábio ao fato, ele disse: “trata-se tão somente de artimanha política do órgão noticioso que infelizmente é desprovido de conduta imparcial e tem motivação política. Está a serviço de adversários”.

Os ‘maus-tratos’ aos animais viraram o assunto do momento na cidade: tiro em cachorro, galos de briga, etc. O tema virou um prato cheio aos inquisidores. Como se esses fossem os maiores problemas de Tangará da Serra hoje e como se isso fosse novidade. Não, não é novidade.

Diego Soares/Assessor de Imprensa da Prefeitura
O apresentador Sílvio Delmondes afirma que não há novidade nenhuma nisso, inclusive mostrou em seu programa sexta-feira um pen drive onde segundo ele há imagens comprometedoras de rinhas de galo envolvendo pessoas da sociedade tangaraense.

Parece que não há nada de novo nisso mesmo.

Porém, corre que os envolvidos nos dois casos, dos tiros no cachorro e maus-tratos de galos, são ligados politicamente a atual administração municipal. Aí já viu né, um prato cheio para a imprensa marrom que ao que parece é patrocinada por quem tem a ganhar com isso.