domingo, 31 de julho de 2016

Asfalto 'casca de ovo' em bairro de Tangará vira alvo de ação no Ministério Público Federal

Residencial Barcelona
O Ministério Público Federal (MPF) investiga a aquisição de asfalto de má qualidade utilizado na pavimentação asfáltica de ruas do município de Tangará da Serra realizada com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida.

A 3ª Promotoria de Justiça Cível de Tangará da Serra recebeu denúncia de morador da cidade noticiando supostas irregularidades na pavimentação asfáltica do bairro Jardim Morada do Sol (antigo Loteamento Barcelona) no município.

Na denúncia relata que a referida obra encontra-se deteriorada, muito embora tenha sido concluído há menos de um ano, o que denota má qualidade da pavimentação e, consequentemente, prejuízo aos moradores e ao erário público, tendo em vista a necessidade precoce de manutenção.

Nos autos, a Prefeitura de Tangará da Serra se manifestou informando que o loteamento Barcelona é um empreendimento do Programa Minha Casa, Minha Vida sendo que a pavimentação asfáltica responsabilidade do próprio empreendimento, que não utilizou recursos do orçamento municipal ou de convênio celebrado por este para a consecução da obra.

No entanto, a denúncia não cita os valores supostamente gastos com a pavimentação das vias do bairro.

Considerando que o programa é custeado com recursos federais, a 3ª Promotoria de Justiça Cível promoveu o declínio dos fatos para o MPF a fim de que fossem adotadas as providências necessárias para apuração dos fatos.

Diante dos fatos, a procuradora da República, Valéria Etgeton de Siqueira, instaurou inquérito civil e determinou a expedição de ofício ao superintendente da Caixa Econômica Federal em Mato Grosso, Carlos Roberto Pereira, para que preste informação acerca dos fatos, notadamente quanto às medições e relatórios de recebimento da obra.

A promotora solicitou ainda,o encaminhamento de cópia do procedimento licitatório (ou documentação equivalente) referente ao último asfaltamento daquele loteamento, preferencialmente em meio digital.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.


Eleições 2016: Blocão formado por 10 partidos lança candidatura de Chico Guarnieri em Barra do Bugres

Chico Guarnieri conta com apoios de peso como os
deputados Guilherme Maluf e Saturnino Masson
Uma multidão lotou o ginásio da Escola Alfredo José para participar na manhã deste domingo da convenção que oficializou Chico Guarnieri (PSDB) como candidato a prefeito de Barra do Bugres. O nome do ex-vereador foi acolhido por um grupo de 10 partidos: PSDB, PP, PSD, DEM, PSL, PRB, PPS, PSC, PSDC e PT do B.

Chico Guarnieri já foi vereador de Barra do Bugres e presidente da Câmara Municipal. Um fato interessante é que ele entrou para história ao se tornar o presidente de Legislativo mais jovem do Brasil quando ainda tinha apenas 20 anos de idade. O fato é que ele ainda continua sendo.

O vice de Chico é o Professor Regivaldo, do PP, diretor há 9 anos da Apae de Barra do Bugres.

Chico entra na disputa com o apoio maciço de partidos e de lideranças políticas do estado como o governador Pedro Taques (PSDB), cujo pai reside em Barra do Bugres, do vice-governador Carlos Favaro (PSD), de dois senadores, deputados federais como Ezequiel Fonseca (PP) e de 20 dos 24 deputados estaduais de MT, entre eles o presidente da AL Guilherme Maluf (PSDB) e o deputado da região Saturnino Masson (PSDB). Ambos participaram da convenção esta manhã.

O agora candidato oficial Chico Guarnieri me disse que apostará nessas forças políticas para alavancar sua campanha. “É um bloco de 10 partidos, com muitos apoiadores, vamos apostar nesse entrosamento na campanha e depois caso sejamos eleitos”, destacou.


As convenções seguem até sexta-feira, 05. Vamos aguardar para anunciarmos de forma oficial quem será o adversário do tucano em Barra do Bugres.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Enquanto Primavera, Sinop e Sorriso têm saldo positivo; emprego em Tangará fecha no vermelho

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou os dados de junho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) que mostram um triste agravante quando o assunto é geração de emprego: Tangará da Serra fechou o mês com saldo negativo, ou seja, demitiu mais do que contratou.

De acordo com os dados, Tangará foi a terceira cidade com maior índice negativo.

Enquanto Primavera do Leste apresentou o melhor resultado com saldo positivo de 379 postos de trabalho gerados, seguido de Sorriso (+239), Sinop (+103) e Nova Mutum (+100), Tangará da Serra registrou perda de 119 postos de trabalho.

Cuiabá também demitiu mais do que contratou, registrando uma perda de 278 postos trabalho, seguido de Várzea Grande (-161) e Rondonópolis (-98).

Tangará segue à  contramão Mato Grosso que gerou 5.730 postos de trabalho em 2016. O saldo positivo é o segundo maior do país no ano. Mato Grosso fica atrás apenas de Goiás com 16.614 vagas geradas no primeiro semestre e na frente do Mato Grosso do Sul com 3.319 vagas.


O resultado é puxado principalmente pelos setores da agropecuária com 4.949 admissões a mais que demissões, da indústria de transformação com 2.070 e serviços com 1.730 vagas.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Eleições 2016: Pré-candidatos de partidos da base de Taques ‘embolam’ eleição em Campo Novo

Pim (PSB), Clóvis (PSDB) e Rafael (PSD)
Os três principais pré-candidatos a prefeito de Campo Novo do Parecis são filiados a partidos da base de sustentação do governador Pedro Taques (PSDB) e isso tem embolado a pré-disputa ao Paço Municipal. O empresário Sebastião Pim é do PSB, o também empresário Rafael Machado do PSD e o produtor rural e atual presidente da Câmara Clóvis de Paula do PSDB.

Os três possuem força política junto a deputados federais e estaduais do PSDB e ao vice-governador do Estado. Clóvis, por exemplo, conta com o apoio do presidente estadual do PSDB, deputado federal Nilson Leitão, enquanto Rafael é apoiado pelo vice-governador Carlos Favaro, presidente do PSD. Já Pim conta com possíveis apoios dos deputados Fábio Garcia e Adilton Sachetti.

Resta saber quem vai ser de fato candidato e no palanque de quem subirá o governador Pedro Taques. As convenções ocorrerão no final da próxima semana e as definições só ocorrerão aos 40 e tantos minutos do segundo tempo.


Vamos esperar para ver!

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Eleições 2016: Preocupação de correligionários é que Reck caia no esquecimento após a Exposerra

O PSD vive um dilema, olha para o futuro e vê com preocupação os últimos 19 dias de campanha em uma possível candidatura do produtor rural Reck Júnior a prefeito de Tangará da Serra. O receio é que o nome do ruralista caia no esquecimento após o término da Exposerra no dia 11 de setembro. A festa é a principal aliada dele na tentativa de cair no gosto popular.

Em miúdos, Reck e seus correligionários já estudam uma estratégia para evitar que sua provável campanha desça ladeira abaixo e não decole mais.

Reck, que não responde mais pelo Sindicato Rural, continua como presidente da Comissão Organizadora da Exposerra e deverá se utilizar da festa até o último momento para estar em evidência.

Mas, terminada a festa o que será dele e de sua possível campanha? Sinceramente, a tendência é declinar. E um declive nas três últimas semanas é difícil de reverter! Essa eu quero ver.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Eleições 2016: Bezerra poderá ser vice de Fábio; Chico Clemente de Reck Jr

O vereador Wellington Bezerra (PMB) anda 'assim ó' com o PMDB de Fábio Junqueira e até já fala nos corredores que deverá ser o candidato a vice-prefeito do atual gestor caso ele tente a reeleição em outubro. 

Bezerra, que se articula para ocupar esse posto há um bom tempo, nunca escondeu suas pretensões em ser vice de Junqueira. Juntou-se, com seu fraquinho PMB, a outros quatro partidos, PR, PRB, PTB e SD com a intenção de ter força e conquistar o PMDB.

Parece que conseguiu e se nada mudar nos próximos sete dias o jogo dele poderá representar a candidatura a vice-prefeito. Na última semana até brincou de esconde-esconde com Fábio e está conseguindo sensibilizá-lo. Disse, olha Fábio, tô aqui e vou com Vander ou Reck se você não me chamar. Parece que deu certo!

Por outro lado, o PSB sinaliza para indicar o ex-secretário de Infraestrutura Chico Clemente como vice em uma possível candidatura de Reck Júnior (PSD). Uma fonte me revelou que os vereadores Luiz Henrique e Azenate (ambos do PSB) já recuaram e apóiam o nome de Chico.

Aí vira uma emboleira só, difícil de entender. Chico, ex-secretário de Junqueira (que saiu um tanto decepcionado da gestão) poderá ser vice de Reck com apoio de Azenate e Luiz Henrique, que também estavam no palanque do atual prefeito em 2012.

Já Bezerra, que hoje deverá estar com Fábio, era ‘afilhado’ político de Wagner Ramos (que hoje está com Reck) era do PR em 2012 e apoiava Rubens Jolando, opositor de Junqueira na corrida à Prefeitura.

Vai entender! Nem eu entendi!

Mas o que importa é que isso são apenas articulações, normais nessa época, afinal de contas faltam apenas sete dias para conhecermos os candidatos a prefeito e a vereadores, sete dias para vermos quem vai com quem. Por enquanto são apenas cogitações, os nomes oficiais só saem na noite da próxima sexta-feira, 05 de agosto. Vamos esperar pra entender esse bolo todo.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Caravana recusada pelo prefeito de Tangará zerou filas do SUS no médio-norte

Pessoas como Seu Jair, que esperavam há anos na
fila, conseguiram a tão almejada cirurgia
A primeira etapa da Caravana da Transformação, recusada e criticada veementemente pelo prefeito de Tangará da Serra Fábio Junqueira (PMDB) na semana passada, conseguiu praticamente zerar as filas de espera do Sistema Único de Saúde (SUS) para cirurgias de catarata e pterígio em 12 municípios da região médio-norte do Estado, inclusive em Tangará da Serra.

O mutirão foi recusado por Tangará da Serra que se negou a oferecer transporte aos pacientes tangaraenses que fariam cirurgias. Essa era a única contrapartida da Prefeitura. O motivo? Junqueira duvidava da qualidade dos serviços e da idoneidade da empresa contratada para realizar as cirurgias.

Sem transporte do Município, pacientes arcaram com passagens ou contaram com o apoio de líderes comunitários e até da Defesa Civil de Barra do Bugres que enviou um ônibus para auxiliar no translado.

Ao todo, foram operados pacientes de 35 cidades, incluindo moradores de Minas Gerais e Rondônia. Nesta terça houve o encerramento da segunda fase do acompanhamento pós-operatório dos pacientes. No entanto, em 30 dias haverá nova rodada de exames para finalizar os atendimentos.

Diante da recusa do prefeito, pacientes
foram levados por ônibus comunitários
Conforme Werley Perez, assessor especial da Secretaria de Estado de Saúde (SES), foram realizadas 1.873 cirurgias em sete dias, número muito superior ao que seria feito nos moldes normais do SUS, ou pelos consórcios intermunicipais.

“Fizemos em sete dias o que os consórcios demorariam 30 anos. Praticamente zeramos a demanda reprimida dessa região e ainda atendemos uma grande demanda espontânea”. Contudo, o assessor acredita que a próxima etapa deva resolver o problema de visão para um número ainda maior de pessoas.


A próxima etapa será realizada em setembro, no município de Peixoto de Azevedo.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Recursos do Fethab serão usados para pavimentar rodovias de Tangará e região, garante Saturnino

MT-339 será uma das beneficiadas
O governo do estado recebeu deputados e representantes de Associações da região de Tangará da Serra para tratar da pavimentação de rodovias importantes da região. Na ocasião, a MT-339, MT-358 e MT-240 foram elencadas como prioritárias e a pavimentação deve ser realizada com recurso do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) Regional.

“É um sonho antigo que será realizado e irá beneficiar milhares de pessoas das regiões Oeste e Médio-Norte de Mato Grosso”, destacou o deputado estadual saturnino Masson (PSDB).

O novo Fethab deve ser responsável por quase a totalidade das obras de pavimentação a partir de agora, conta o vice-governador. “O Fethab não é nada mais nada menos do que já tínhamos no estado por meio dos Consórcios Regionais. Essas obras deverão ser pagas com 50% do Fethab, e 50% pelos produtores que serão beneficiados por meio do Fethab Regional. Uma forma mais igualitária, pois localidades que dificilmente receberiam pavimentação podem ser contempladas”, explica.

Entre as demandas apresentadas, o primeiro compromisso do Governo do Estado, segundo o vice-governador, é a renovação do convênio 040/2014, que prevê o asfaltamento da MT-339. A rodovia liga a MT- 358, no município de Tangará da Serra, até a comunidade panorama no município de Rio Branco, é essencial o escoamento da produção pelo Porto Fluvial de Cáceres.

Segundo o secretario adjunto de Obras da secretaria de Infraestrutura (Sinfra), Marcos Catalano Corrêa, o primeiro passo será renovar o convênio, revisar o projeto de engenharia, e aguardar a parte orçamentária para iniciar as obras da MT-339. “Para esta obra, serão disponibilizados por emenda parlamentar dos deputados R$ 4,6 milhões, e outros R$ 5 milhões serão investidos pelo caixa do governo para dar inicio às obras”, ressalta o secretario sobre a benfeitoria que deve custar ao todo mais de R$ 120 milhões.

Os deputados estaduais que destinarão emendas parlamentares para esta obra são Mauro Savi, Wagner Ramos; Saturnino Masson; Wancley Carvalho e Leonardo, somando R$ 5 milhões ao todo, sendo R$ 4,6 milhões para a obra da MT 339, e R$ 400 mil para a elaboração do projeto da MT-240. O projeto da MT-358 orçado em R$ 800 mil será financiado por emenda dos deputados Wagner Ramos; Saturnino Masson; e do presidente da Assembleia, Guilherme Maluf.

O asfaltamento do trecho da MT-358, que faz a interseção com a BR-364, até o entroncamento com a MT-175 (entrada para Reserva do Cabaçal), e da MT-240, que liga o município de Santo Afonso a Alto da Serra de Tapirapuã, na MT-358, e a Tangará da Serra, estão condicionados à formulação do projeto executivo.

Participaram da ocasião os deputados Guilherme Maluf, Wagner Ramos; Ondanir Borlolini; além de representantes do Sindicato Rural de Tangará da Serra; Núcleo da Aprosoja de Tangará da Serra; Associação do Rio Verde – MT 358; Associação dos Beneficiários da Rodovia MT 240; Associação de Produtores da Rodovia MT 480; e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tangará da Serra.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.



terça-feira, 26 de julho de 2016

Eleições 2016: Indecisão do PMDB em Tangará afasta G-5 de Junqueira

G-5 é formado por PR, SD, PMB, PRB e PTB
A indecisão em torno da pré-candidatura do atual prefeito Fábio Junqueira afastou o G-5, bloco formado por cinco partidos políticos, tem afastado o grupo do PMDB. O G-5 é formado por PMB, PTB, PR, PRB, SD e vem tomando decisões juntas há aproximadamente 60 dias.

Após conversações no final semana, o G-5, que tinha forte ligação com o PMDB, levou o grupo a tomar uma decisão: se afastar do PMDB. O principal motivo é que o partido de Junqueira tem ficado em silêncio e não decide sobre a candidatura a reeleição do atual prefeito.

Outro motivo que levou o G-5 a tomar a decisão é o fato do PMDB informar nos bastidores que poderá andar sozinho na eleição de 2016 com possível candidatura de Junqueira a prefeito e a apresentação de um vice também do partido que poderá ser o empresário do ramo de transportes Valdemir Picolli.

Agora, o G-5 tende a se aliar aos grupos encabeçados pelo PSDB de Vander Masson ou PSD de Reck Júnior. Agora vai depender das articulações.


O período de convenções está aberto e os partidos tem até o dia 05 de agosto para realizarem seus encontros e definires candidatos e coligações.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Mudando de assunto: ‘Os de Fora’ participa da grande final do concurso de quadrilhas juninas

O grupo de quadrilhas juninas de Tangará da Serra ‘Os de Fora’ viaja amanhã para a cidade de Ribeirão Cascalheira (MT) onde participará da grande final do concurso de quadrilhas juninas do Estado de Mato Grosso.  O grupo, que já venceu outros dois concursos em 2016, disputará o prêmio principal, de R$ 19 mil, com outras 14 quadrilhas de várias partes de MT.

O concurso começará nesta sexta-feira à noite e seguirá até domingo. O Os de Fora é literalmente o único grupo de fora na competição, já que os demais são todos da região Sul e do Araguaia Mato-grossense.

Coordenados pelo diretor artístico Wellington Machado, o “Japa” e pela diretora administrativa Priscila Fernandes, o grupo levará para Ribeirão Cascalheira um grupo de 45 dançarinos, marcador e apoiadores técnicos.  

GRUPOS - Além do Os de Fora, participam do concurso os grupos Caipiras Unidos, Império Junino e Pavio do Candieiro de Rondonópolis; Flor do Sertão e Coração Caipira  de Porto Alegre do Norte; Beija Flor e Caipiras do Araguaia de Confresa; Brilho Junino de Barra do Garças; Bonjarraiá de Bom Jesus do Araguaia; Flor do Mamulengo de General Carneiro; Lumiar da Paixão de Ribeirão Cascalheira; Explosão Caipira de São Felix do Araguaia; Balancê do Cerrado de Nova Xavantina e Quadrilheiros do Araguaia de Luciara.

PREMIAÇÃO - A premiação será de R$ 19 mil (1º Lugar), R$ 14 mil (2º Lugar), R$ 9 mil (3º Lugar), R$ 5 mil (4º Lugar) e R$ 2 mil (5º Lugar). Na edição de 2015, o grupo quadrilheiro Balancê do Cerrado, de Nova Xavantina, foi o grande vencedor.


Realizado pela Federação Mato-grossense de Quadrilhas Juninas, o evento tem o apoio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT).

Governo sinaliza para ajudar na manutenção do hospital municipal a partir de setembro

Secretária Adjunta de Políticas de Regionalização de Saúde,
Maria Salete Ribeiro
Durante visita a Tangará da Serra a secretária adjunta de Políticas de Regionalização em Saúde, Maria Salete Ribeiro, afirmou que o Governo do Estado está finalizando estudos para auxiliar na manutenção dos serviços do Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito. “Estamos finalizando o levantamento e em no máximo 20 ou 30 dias queremos estar com tudo pronto e aí poderemos mandar aporte financeiro para auxiliar a Prefeitura”, disse ela.

A expectativa é de que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) envie mensalmente cerca de R$ 600 mil para a manutenção do hospital. O pedido da Secretaria Municipal de Saúde era de que fossem enviados R$ 850 mil mensalmente, entretanto, Maria Salete salientou que o valor não cabe no orçamento do Estado. “Nossa intenção é repassar valores iguais aos que passamos para outras unidades do tipo no Estado”, falou.

Ela ainda conheceu a rede de clínicas e hospitais particulares de Tangará da Serra
O secretário Municipal de Saúde, Itamar Bonfim, comemorou. “Os custos mensais do hospital será de algo em torno de R$ 2 milhões por mês, se o Governo do Estado nos repassar 600 mil mensais isso representará um alívio e desafogará o orçamento do Município”, disse.

A secretária ainda contou que há um esforço coletivo para a liberação outras emendas (além dos R$ 1,6 milhão já liberados de emendas dos deputados Saturnino e Wagner) para a aquisição de equipamentos permanentes para o Hospital Municipal.


Maria Salete fez um tour por várias clínicas e hospitais particulares de Tangará da Serra, conheceu a estrutura de saúde da cidade e levou demandas para a Secretaria de Estado. “Fiquei impressionada com a estrutura de saúde de Tangará e vamos trabalhar para apoiar e descentralizar os atendimentos que hoje estão concentrados na capital”, disse.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Vereador tangaraense diz que foi ameaçado após votar contrário a projeto

O vereador Maurizan Godói (PSD) repetiu na tribuna da Câmara Municipal, durante sessão extraordinária nesta tarde, o que havia dito em entrevista a Rede TV nesta quarta-feira. “Fui ameaçado por um cidadão que me ligou restrito e disse que iria me matar”, disse ele.

A ameaça, segundo Maurizan, teria sido motivada pelo fato dele ter votado contrário a suplementação de recursos para a pavimentação de ruas de bairros da cidade. “Estão dizendo que eu sou contra o Alto da Boa Vista e isso não é verdade, sempre defendi o bairro, só votei contra porque o projeto estava sem condições de votar, mas hoje, com ele arrumado eu vou votar à favor”, disse o vereador que recentemente fez até mutirão para carpir margens de ruas do Alto da Boa Vista.

Mais que exagero, a ameaça dirigida ao vereador é desrespeitosa e causa medo. A história de Tangará já nos assustou após acontecimentos violentos na década passada, inclusive com a morte do então parlamentar Daniel do Indea. Cobrar e exigir é uma coisa, ameaçar é outra e o fato é caso de polícia e merece ser investigado. Logo, perdemos as rédeas da situação e a opinião e o voto de um ou outro vereador se transforma em violência, o que é inadmissível.


Por fim, Maurizan e os demais vereadores aprovaram por unanimidade o PL 114/2016 que trata da suplementação orçamentária de R$ 1,9 milhão para a pavimentação asfáltica em bairros de Tangará da Serra.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Sob protesto e provocações, vereadores aprovam projeto de asfalto para bairros

Os vereadores aprovaram por unanimidade em sessão extraordinária nesta quarta-feira, 20, o Projeto de Lei 114/2016 que trata da suplementação orçamentária de R$ 1,9 milhão para a pavimentação asfáltica em bairros de Tangará da Serra. Moradores de três bairros, Alto da Boa Vista, Jardim Aeroporto e Morada do Sol, acompanharam a sessão exibindo cartazes onde solicitavam que os parlamentares aprovassem o projeto.

Apenas 12 dos 14 vereadores participaram da sessão extraordinária, com exceção de Sílvio Sommavilla (PDT), que na condição de presidente não vota, os outros 11 votaram favoráveis ao projeto. A expectativa é de que os quase R$ 2 milhões sejam utilizados na pavimentação de ruas de vários bairros. No texto do PL não há especificação de quais serão contemplados, o que gerou críticas de alguns parlamentares.

Projeto sobre o mesmo assunto já havia sido posto em votação na última segunda-feira, 18, todavia fora rejeitado pela maioria dos vereadores, pois no mesmo continha outras suplementações, entre elas recursos para o pagamento de empresa desenvolvedora de sistema para a Saúde.

Na ocasião, os vereadores rejeitaram, pois entendiam que isso poderia causar ônus aos cofres públicos, já que há uma denúncia na Câmara e no Ministério Público referente a contratação de empresa que gere o sistema de software da Secretaria Municipal de Saúde.

Em dado momento, durante o uso da fala na tribuna, o vereador Niltinho do Lanche (PMDB) provocou a vereadora Azenate Carvalho (PSB), que havia se posicionado contra o projeto na segunda-feira.


Após duas horas de debate e de constantes interrupções dos moradores presentes no plenário, o projeto foi aprovado e o recurso será remanejado para a pavimentação asfáltica em alguns bairros.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

TSE divulgou a pouco o teto de gastos nesta eleição; Tangará terá uma das campanhas mais baratas de MT

As eleições 2016 em Tangará da Serra prometem ser uma das mais baratas do Estado de Mato Grosso. Candidatos a prefeito e a vereador terão que frear os gastos este ano. Lideranças partidárias já se preocupam com as prestações de contas e não sabem se conseguirão fechar no azul.

De acordo com resolução do TSE divulgada esta manhã, candidatos a prefeito em Tangará da Serra, que possui 64.028 eleitores inscritos, poderão gastar até R$ 279.015,72 na campanha política. Já os candidatos a vereador poderão gastar até R$ 45.497,25.


Os valores são baixos diante de outros municípios mato-grossenses como Santo Antônio de Leverger onde apesar do Município ter 40 mil eleitores a menos que Tangará, os candidatos a prefeito poderão gastar até R$ 685 mil.

Em Sorriso, que possui cerca 15 mil eleitores a menos que Tangará, os candidatos tem como limite R$ 730 mil. Em Primavera do Leste (38 mil eleitores) os candidatos poderão investir nada mais nada menos que R$ 1,9 milhão. Na pequena Querência, que possui 11 mil eleitores apenas, os candidatos poderão gastar até R$ 733 mil.


Lembrando que quem descumprir o que manda a legislação poderá até perder o mandato caso for eleito e sofrer outras sanções, conforme determina o TSE.

A partir de hoje, partidos tem 17 dias para se coligarem e apresentarem candidatos

20 de julho, hoje, é a data de início das convenções partidárias, conforme determina a legislação eleitoral brasileira. Partidos políticos nos municípios têm entre hoje e o dia 05 de agosto para formarem coligações e apresentarem candidatos a prefeito e a vereadores. São apenas 17 dias para as definições e os candidatos oficiais serão conhecidos no dia 06 de agosto.

Em Tangará da Serra, tudo deverá ficar para a última hora. Conversei com algumas lideranças partidárias que me contaram que as conversações entre as legendas e os pré-candidatos estão ‘a mil por hora’, entretanto, as convenções só deverão ocorrer nos três últimos dias da janela do TSE, ou seja, entre 03 e 05 de agosto.

As pré-candidaturas mais sólidas a prefeito atualmente são as de Vander Masson (PSDB), Reck Júnior (PSD) e do atual prefeito Fábio Junqueira (PMDB).


Todavia, mudanças poderão ocorrer até os 45 minutos do segundo tempo, Vander e Reck poderão se unir, Junqueira poderá não concorrer a reeleição e novos nomes poderão despontar como o do empresário Marcos Scolari, o Marquinhos da Vitani (PTB), do vice-prefeito Zé Pequeno (PT), das empresárias Edna Campos (PMDB) e Marli Franchini (PP), dos também empresários Valtemir Picolli (PMDB) e Jackson Lorenzetti (PPS) e do vereador e presidente da Câmara Sílvio Sommavilla (PDT).

Mas, como já disse, isso são apenas cogitações e muita água rolar até o dia 05 de agosto. Que a democracia prevaleça!

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Eleições 2016: Partidos que foram ‘cabeça’ em 2012 deverão ser coadjuvantes em 2016

As convenções partidárias começam nesta quarta-feira, 20, em todo o Brasil. É nelas que serão escolhidos os candidatos a prefeito e vereadores em cada município. Em Tangará da Serra, o cenário que se desenha demonstra que será bem diferente do apresentado em 2012.

Partidos considerados grandes e que foram protagonistas em 2012 deverão figurar como coadjuvantes em 2016. É o caso do PT e do PR.

O PT, em 2012, aos 45 minutos do segundo tempo, emplacou o professor José Pereira Filho, o Zé Pequeno (PT) como candidato a vice-prefeito de Fábio Junqueira. Hoje, o PT, em função do desgaste ocasionado pela série de escândalos no cenário nacional, inclusive com o impeachment da presidente Dilma Rousseff, não passará de um coadjuvante.

O PR, partido que lançou em 2012 Rubens Jolando como candidato a prefeito, deverá ficar em segundo plano, como composição nos blocos que se formarem. Apesar de contar com mais de 1.200 filiados o PR se contentará com a posição de coadjuvante e lutará para fazer um vereador.

Lembrando que o PR foi o partido que elegeu o ex-prefeito Júlio César Ladeia em 2008 e o deputado estadual Wagner Ramos em 2010 e 2014.

PSDB e PMDB deverão ser os únicos que manterão em 2016 o mesmo patamar de 2012.


Mas, política em tempos de campanha é um grande xadrez e as peças mudam diariamente. Vamos ver o que rola pelas próximas duas semanas, quem sabe alguma peça desse xadrez mude de posição.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Eleições 2016: Ex-secretário oficializa pré-candidatura a vereador e aposta em renovação

Cícero do Sindicato (PMB)
Depois de deixar a função de secretário municipal de Assistência Social, Cícero dos Santos, o Cícero do Sindicato (PMB), tem se dedicado a sua pré-candidatura a vereador em Campo Novo do Parecis.

Cícero já disputou as eleições de 2012, mas apesar de sua votação expressiva não chegou a ser eleito, ficando na suplência. Atualmente, o pré-candidato está filiado ao Partido da Mulher Brasileira (PMB), e poderá  disputar as eleições deste ano.


O ex-secretário conta que irá apostar na renovação na política em Campo novo do Parecis, especialmente na Câmara e esta será a sua estratégia de campanha.

Lembrando que os nomes só serão oficializados nas convenções partidárias que ocorrem entre amanhã e, 20 de julho, e o dia 05 de agosto.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Deputado Saturnino Masson apresenta balanço do primeiro semestre

O deputado Saturnino Masson (PSDB), avalia como positivo e de muito trabalho esse primeiro semestre do ano. Entre os 19 Projetos de Lei apresentados pelo parlamentar no período, está o de ampliação para doze meses da licença maternidade para a servidora pública estadual, quando a criança, nascida ou adotada, for portadora de microcefalia ou apresentar alguma deficiência considerada grave.

Outro Projeto de Lei em destaque, e que já está com o parecer favorável, é o Programa Jovem no Campo, que tem o objetivo de dar oportunidade aos jovens rurais para que adquiram conhecimento através de orientações técnicas, sociais, econômicas e organizacionais, garantindo assim que eles sejam participativos do processo de desenvolvimento do meio em que vivem.

O parlamentar também apresentou 90 indicações que beneficiam as áreas de infraestrutura, saúde e educação de Tangará da Serra e região. Inclui neste balanço 33 Projetos de Resolução e 10 Requerimentos.

Saturnino também participa da Frente Parlamentar para o Desenvolvimento da Região Oeste de Mato Grosso (Frente Oeste), que tem o objetivo apresentar, promover, estimular, desenvolver e potencializar os setores produtivos de forma verticalizada, diversificada e vocacionada da região. A Frente Oeste terá nove pontos de atuação, o trabalho técnico será realizado em 30 municípios, tendo Cáceres, Pontes e Lacerda e Tangará da Serra como cidades polos.

“Fui convidado a participar da Frente Oeste e fiquei muito feliz em poder colaborar com os trabalhos que serão desenvolvidos nesses municípios, principalmente o polo de Tangará”, declarou o parlamentar.

Emendas - Nesse primeiro semestre de 2016, o parlamentar também apresentou emendas de aproximadamente R$ 4 milhões e 500 mil, algumas já liberadas pelo governo do Estado, para pavimentação asfáltica, educação, agricultura, infraestrutura, cultura, esporte, lazer , cidades, Detran, Empaer, Polícia Civil e saúde de Tangara da Serra e região.

“Cada setor recebeu um valor de acordo com suas necessidades, sabemos que ainda é pouco, mas já é um incentivo para que possamos auxiliar as demandas. Algumas dessas emendas já foram liberadas pelo governador Pedro Taques, que não está medindo esforços em nos ajudar”;, declarou Saturnino.


Comissões - O deputado Saturnino participa de sete Comissões Permanentes, são elas: de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto; Direitos Humanos, Cidadania e Amparo a Criança, ao Adolescente e ao Idoso; Defesa do Consumidor e do Contribuinte; Saúde, Previdência e Assistência Social; Agropecuária, Desenvolvimento Florestal, Agrário e de Regularização Fundiária- Revisão Territorial dos Municípios e das Cidades; e Segurança Pública e Comunitária. (ROSANGELA MILLES/Assessoria de Gabinete)

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Eleições 2016: presidentes de seis partidos de Tangará se reúnem e articulam blocão

G-5 poderá receber a adesão do PP de Airto Franchini
As convenções partidárias começam nesta quarta-feira, 20, e em Tangará da Serra os partidos se articulam com o objetivo de ganhar força rumo às eleições 2016. Nesta tarde, se reuniram os presidentes de seis partidos: PR, PRB, PMB, PTB, SD e PP.

Os cinco primeiros compõem o chamado G-5 e já vem se articulando juntos há cerca de 60 dias. O último, o PP, dialoga com o G-5 e estuda andar com o grupo no pleito eleitoral deste ano. Havendo a adesão do PP, o G-5 poderá se tornar um grupão de 6 partidos, surgindo o G-6.

O PP, representado pelo presidente Airto Franchini, tem como pré-candidata a prefeita a empresária e ex-secretária de Assistência Social, Marli Franchini (esposa de Airto). O partido tem dialogado com os grupos e busca a melhor via para seguir nesta eleição. O PP dialoga também com o PSD do pré-candidato Reck Júnior.

“Estamos com um grupo forte, formado por cinco partidos e agora buscamos a adesão do PP”, destacou o presidente do PTB, Marcos Scolari, o Marquinhos da Vitani, pré-candidato a prefeito.

“Estamos dialogando com os partidos e vamos analisar qual será a direção que o partido seguirá”, disse Airto Franchini, presidente do PP.


Participaram da reunião: Airto Franchini (presidente do PP), Wellington Bezerra (presidente do PMB), Silvano da Honda (presidente do PRB), Palmínio Garrido (presidente do PR), Coraci de Jesus (presidente do Solidariedade) e Marcos Scolari (presidente do PTB). 

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Mudando de assunto: Banda de Tangará vence Festival Dia Mundial do Rock em Cuiabá

Cartaz de divulgação da banda RedEyes
A banda Red Eyes, de Tangará da Serra, foi a vencedora do 4º Festival Dia Mundial do Rock, realizado na Arena Pantanal, em Cuiabá, nesse fim de semana. O grupo teve 227 pontos. Em segundo e terceiro lugares ficaram as bandas Velhos Medos (GO), com 207 pontos, e Arizona Nunca Mais (MS), com 203 pontos.

Como prêmio, o grupo vencedor vai poder gravar um EP até oito faixas, um vídeoclipe em estúdio, uso da música no spot da próxima edição do festival, distribuição gratuita na plataforma CD baby, um microfone shure com cabo, e R$ 600 em créditos numa loja de equipamentos musicais.

O Red Eyes foi formado em meados de 2012 em Tangará da Serra e toca heavy metal.


O festival é referência ao Dia Mundial do Rock, celebrado no dia 13 de julho. O evento chegou à 4ª edição com a proposta de apresentar grupos de Mato Grosso e de outros estados e estimular a produção autoral. (Com informações do G1)

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

Junqueira não oferece transporte para pacientes e governador reage: ‘é politicalha’

Governador responde ao prefeito
Desde a semana passada acontece na cidade vizinha de Barra do Bugres um mutirão oferecido pelo Governo do Estado: é a Caravana da Transformação. O foco do evento, que segue ainda hoje, é oferecer gratuitamente exames e cirurgias oftalmológicas (de catarata e pterígio) a pacientes de toda a região.

Ocorre que Tangará da Serra quase não participou. Isso porque a Prefeitura Municipal não ofereceu transporte para os cerca de 240 pacientes inscritos no mutirão. O motivo? O prefeito Fábio Junqueira (PMDB) colocou na cabeça que a empresa que realiza as cirurgias é inidônea, ou seja, incompetente para prestar o serviço.

Sem transporte, os pacientes humildes, ficaram largados, abandonados e sabendo que poderiam fazer a tão sonhada cirurgia que em alguns casos até devolveria a visão. Aí entraram ações da comunidade que de forma voluntária ofereceu transporte aos pacientes. Até veículo da Defesa Civil de Barra do Bugres veio a Tangará buscar pacientes.

Ficou feio para o prefeito Fábio que negou o transporte a quem não tinha como pagar passagem. Eu fui no mutirão e vi tantas pessoas felizes e comemorando o sucesso da cirurgia e o prazer de voltar a enxergar.

Na sexta-feira, em entrevista a TV Band e a Rede TV, o governador Pedro Taques (PSDB) respondeu ao prefeito Fábio.

“Não vou misturar saúde com politicalha, infelizmente eu tenho ouvido coisas equivocadas do prefeito de Tangará e da administração e isso não é correto. Eu não misturo política com saúde. Todos os municípios da região mandaram seus pacientes para o Mutirão, menos Tangará. O que mostra que alguma coisa errada tem com a administração de Tangará, mas quem está sofrendo com isso é o povo e não o governador ou o prefeito”, disse.


A fala do governador é destaque hoje nas redes sociais e na imprensa local, especialmente na TV Band.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Campo Novo: pré-candidatura de Clóvis de Paula recebe apoio de lideranças estaduais


Pré-candidato a prefeito Clóvis de Paula (PSDB)
Em Campo Novo do Parecis, o PSDB deverá oficializar o vereador Clóvis de Paula, atual presidente da Câmara Municipal, como candidato a prefeito em 2016.

O partido assumiu a pré-candidatura de Clóvis em março e desde então vem buscando apoio para a oficialização da candidatura nas próximas semanas, quando acontecem as convenções partidárias.

Clóvis de Paula tem apoio de seu partido em âmbito municipal e estadual, inclusive do deputado federal Nilson Leitão, uma das principais figuras políticas do estado atualmente. Leitão chegou a gravar vídeo onde destaca seu apoio a pré-candidatura de Clóvis.


Clóvis de Paula, de 42 anos, é vereador de terceiro mandato em Campo Novo do Parecis.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Tangará é a terceira cidade com mais denúncias de propaganda eleitoral antecipada

Aplicativo Pardal já recebeu 58 denúncias de tangaraenses
Tangará da Serra aparece na terceira posição em uma lista divulgada terça-feira, 12, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Na lista  aparecem as cidades que mais registraram denúncias contra pré-candidatos a prefeito e vereadores através do aplicativo de celular “Pardal”.

Das 776 denúncias registradas em Mato Grosso, 58 foram em Tangará da Serra. Em número de registros a cidade perde apenas para as duas maiores cidades de MT, Cuiabá e Várzea Grande.

Em Cuiabá foram registradas 143 denúncias e em Várzea Grande foram 123. Sinop é quarta colocada com 48. As outras queixas partiram de outras cidades de Mato Grosso.

De acordo com o calendário eleitoral, a propaganda eleitoral só será permitida a partir do dia 16 de agosto de 2016, ou seja, 47 dias antes das eleições municipais, que serão realizadas no dia 2 de outubro.

As denúncias são recebidas através do aplicativo, apuradas e julgadas pelos juízes das 61 zonas eleitorais do estado. Entre as irregularidades cometidas estão propaganda eleitoral antecipada, utilização da estrutura pública em benefício próprio, compras de votos, e contravenção, o que pode acarretar a cassação e impugnação da pré-candidatura.

Aplicativo
 O TRE-MT explicou que o aplicativo, que pode ser baixado gratuitamente, dá ao usuário a opção de não se identificar e que é possível enviar vídeos, fotos e áudios para embasar a denúncia. Além disso, a ferramenta permite que o aparelho celular seja identificado pelo GPS para que a localidade do registro pode ser anexada ao processo.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.