sábado, 6 de agosto de 2016

Palanque de Reck Júnior mais parecia o filme “A vingança dos derrotados”

Palanque tinha Azenate, derrotada em 2008; Jolando, derrotado em 2012;
Luiz Henrique, derrotado em 2011; Muraro, derrotado na Justiça e; o próprio Reck, derrotado em 2015 na Aprosoja
O palanque do agora candidato a prefeito de Tangará da Serra Reck Júnior (PSD) mais parecia uma cena do filme “Transformers II: A vingança dos derrotados”. Não consigo entender como Reck e o deputado estadual Wagner Ramos (PSD) conseguiram colocar num único palco tantos derrotados.

A começar por Azenate Carvalho (PSB), que foi candidata a prefeita em 2008 e acabou derrotada por Júlio César Ladeia; depois veio Luiz Henrique (PSB), que em 2011 disputou candidatura a prefeito em uma eleição indireta e acabou derrotado pelo atual deputado estadual Saturnino Masson (PSDB); Rubens Jolando disputou candidatura a prefeito e foi derrotado na eleição de 2012 pelo atual prefeito Fábio Junqueira (PMDB) e pelo próprio Saturnino.

Jaime Muraro (DEM) também se enquadra na lista de derrotados. A diferença é que Muraro não foi derrotado nas urnas, mas sim na Justiça. Primeiro, ele foi afastado por irregularidades quando era prefeito na década passada e depois teve sua candidatura a prefeito negada em 2008. O nome de Muraro aparece na lista do TSE de políticos proibidos de se candidatar, pois são fichas-sujas.

Para completar, o próprio Reck Júnior (PSD) vem de uma recente derrota política. Em 2015, o produtor rural foi derrotado na eleição para a presidência de uma das maiores entidades de MT, a Aprosoja.


Agora, estão todos no mesmo palanque e devem estar com sede de vingança.

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Rolim.