segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Pesquisa revela que eleição será decidida nas últimas duas semanas em Tangará da Serra

Junqueira, Reck e Vander estão ambolados na disputa
Reprodução Diário da Serra
A pesquisa de intenção de votos para prefeito de Tangará da Serra realizada e divulgada pelo jornal Diário da Serra mostra que a eleição será decidida na reta final. Os três principais candidatos, Fábio Junqueira (PMDB), Reck Júnior (PSD) e Vander Masson (PSDB), aparecem embolados, tecnicamente empatados, considerando a margem de erro.

Quem esperava uma arrasadora diferença de Junqueira para os demais candidatos se enganou. O atual prefeito, que engorda uma estrondosa rejeição de mais de 35%, vê seus adversários pelo retrovisor e já estuda mudar a estratégia de campanha.

Reck Júnior, que saiu do ostracismo e se transformou numa pedra no sapato de Junqueira, adotou uma estratégia de ataque, bate e esconde a mão, é a principal surpresa. Apesar de humildemente achar que Reck adotou uma estratégia de mídia errada e que ficará em terceiro na votação, Reck me surpreende.

Vander Masson (PSDB), aparece em terceiro. O candidato tucano adotou uma conduta de 'paz e amor' na campanha e não entrou em conflito com Junqueira como Reck. A estratégia tucana é bater em cima de propostas e não de ataques aos adversários. A rejeição de Vander é a menor entre os entrevistados, com apenas 4,5%.

Sílvio Smmavilla (PDT) aparece em quarto com 2,8% das intenções de voto, mas na minha opinião deverá atingir uma média de 5% dos votos válidos, pois deverá agremiar votos do PT de seu vice Júnior Pimenta, que possui mais de mil filiados em Tangará da Serra.

Embolados, Junqueira, Reck e Masson vão para o tudo ou nada nos últimos dias de campanha. E olha que eles só tem mais de 10 dias de propaganda eleitoral em rádio e TV e mais 12 ou 13 dias para pedir voto gastando a sola do sapato.